sábado, 28 de julho de 2007

30 EMPREGOS GARANTIDOS?

Belmonte agarra residencial sénior.

Depois de ter sido anulado o seu concurso, depois de muitas dúvidas levantadas pela oposição na Assembleia Municipal, o projecto para a criação em Belmonte de uma residencial sénior voltou a ser analisado pela vereação que lhe deu, de novo, luz verde.

Em reunião do executivo, foi aprovada por unanimidade a assinatura do contrato apresentado pela Sociedade Gestora de Residências Seniores e que prevê criar na vila cerca de 30 postos de trabalho num investimento que ronda os cinco milhões de euros.

Mas este projecto levantou alguma polémica em Belmonte. A oposição na Assembleia Municipal desconfiou do processo de venda de um terreno no local para onde estava projectada a construção deste equipamento, no Bouzieiro.

Amândio Melo presidente da Câmara de Belmonte vê agora "todas as possibilidades" para que o investimento fique no Concelho, depois de ter sido ventilada a hipótese dos investidores procurarem municípios vizinhos.


in Gazeta do Interior

10 comentários:

Ricardo Araújo Pereira disse...

A ser verdade é muito bom.

Mas já estou a ver Amândio em plena campanha a apregoar que garantiu emprego à vila e ao concelho e tudo a bater palmas.

Aviso com dois anos de antecedência, se vai falar nisso fale também nas empresas que espantou e nos postos que ainda faltam para Belmonte começar a respirar melhor de novo.

Mas já o estou a ver todo inchado...

Anónimo disse...

Finalmente qualquer coisa de jeito aqui para os lados do Santo Antão!
Já agora ninguém quer abrir aqui um bar ou um café? para além de tar farto dos que já existem em bmt nesta zona não há nenhum! :P (mas uma coisa de jeito) porque senão mais vale estar como está...

Anónimo disse...

A Ricardo Araújo Pereira:

A implantação da Residencial Senior é uma realidade.
Se o actual Presidente se candidatar, tem legitimidade para utilizar este trunfo na próxima campanha. Não o fazendo é parvo. Já a oposição não poderá dizer o mesmo pois este projecto esteve em risco por sua culpa,embora o Sr. Amândio tenha conduzido mal este processo.É nas grandes causas que poder e oposição devem estar unidos. Um abraço

Ricardo Araújo Pereira disse...

Por mim pode usar e abusar dos trunfos todos que tiver, excursões incluidas. O que não pode fazer é vir falar legitimamente de empregos quando é o presidente que mais contribuiu para os espantar do concelho.

Mas já o estou a ver todo inchado!

Anónimo disse...

A ser verdade acho mto bom Pk trará alguns postos de trabalho ao concelho mas srs politícos trabalhem e cativem empresas para empregar estes jovens do concelho de Belmonte.Outras de outro calibre,diversificadas pk se o fizerem não estão a fazer nada de mais pk afinal os munícipes votaram em vocês para desenvolverem o concelho e todos nós descontamos para vocês o receberem no final de cada mês,por isso trabalhem.Saudações Belmontinas

Anónimo disse...

Empregos para quem?
Para quem cá está? Não me parece. Lá vamos nós importar mais uns quantos covilhocos para fazerem, basicamente, o mesmo que um jovem belmontense poderia fazer. Mas nós não pertencemos aos Lions ou Rotary, logo não há cunha, logo não há emprego...

Imagem Viva

Em nome do Pai disse...

Este último anónimo, esteve bem!
Já se esqueçeram como tudo começou, quando esse lar senior esteve para ser emplantado em Belmonte. Falava-se que o admnistrador íria ser o Don Maunuel do Adro, genro do Comendador.
Sobram 29 empregos. Mas tenho a certeza que consigo deminuir o número.

Anónimo disse...

olha lá ultimo amonimo será que se fosses tu que estivesses no municipio de Belmonte colocarias pessoas a trabalhar de fora e que não conhecesses e os da terra e os conhecidos não os porias a trabalhar... será? eu penso que não porque se eu estivesse nessa situação ate ja teria posto a minha filha o meu genro e ate quem sabe amigos que percisassem de mim....e quanto ao lar acho muito bem BELMONTE presciso disso e não das bocas porcas do povo....

Anónimo disse...

não era ultimo anonimo mas sim EM NOME DO PAI...

Em nome do Pai disse...

Não interessa se a pessoa é ou não qualificada, desde que seija amigo ou da família, para este anónimo esta será sempre a 1ª justificação para a escolha.
É devido a isso e por causa destes raciocínios, que Belmonte está nesta situação caótica, onde prolifera o clientalismo e o factor "Cunha".
A questão nunca foi em estar contra a vinda de outro lar para Belmonte, o Comendador, que derige os destinos do concelho, onde foi eleito democráticamente, tem a obrigação de fazer as coisas o mais transparente possível. Há mulher de César não lhe basta ser séria, tem que parecê-lo.
Senão aconteçe como no lar já estalado, segundo as denûncias que tenho observado num blog aqui ao lado, em que segundo pareçe alguém lá quer meter, toda a família.