terça-feira, 31 de julho de 2007

Padre de Caria em tribunal por ofensas graves!

Em causa um livro de memórias «pouco claras»
O pároco de Caria está a responder em dois processos no Tribunal da Covilhã por ofensas a António Dias Rocha e João Gaspar. Em causa estão passagens do seu livro “Memórias de um pároco”, editado com o apoio das autarquias de Belmonte e Manteigas (de onde é natural) e em que tece considerações pessoais sobre a forma como decorreu a candidatura independente (MpB) de António Rocha à Câmara de Belmonte e a forma como é gerida a Santa Casa da Misericórdia de Belmonte de que João Gaspar é Provedor.

“Tenho o máximo respeito Pe. João André e pela Igreja, mas as acusações que me são feitas no livro, a mim e aos que estiveram comigo na candidatura do MpB, são totalmente falsas. Alguém o terá induzido em erro. Só que não podia ficar de braços cruzados deixando que a mentira se espalhasse. Até porque já estavam a correr fotocópias e excertos em blogs na internet”, alega António Rocha, que avançou igualmente com uma “acção cautelar” em tribunal e conseguiu já um acordo com as autarquias patrocinadoras e o próprio autor, para que o livro sejam retirados do mercado “e, dentro do possível, recolhidos todos aqueles exemplares que foram oferecidos ou vendidos”.

Já a Santa Casa da Misericórdia de Belmonte avançou igualmente com um processo em tribunal e uma queixa junto da Diocese da Guarda. “O pároco conhece bem a actividade desenvolvida pela Santa Casa ao longo destes anos e fiquei surpreso com algumas observações infundadas e ofensivas. É preciso avaliar o que esteve na origem desta atitude e esclarecer tudo o que ali foi escrito” sublinha o Provedor João Gaspar (que era também o número três da lista da lista do Mpb).

Garantem os autores das queixas em tribunal que nada os move contra o pároco, querem apenas repor a verdade e esclarecer a opinião pública, para que não reste a mais pequena dúvida. “Há coisas pouco claras. Nunca ofendemos a Igreja nem fizemos nada do que se nos acusa no livro. Aliás, o que está escrito é ofensa gratuita sem fundamentação. Acredito que o Pe. André terá sido enganado, mas é preciso perceber por quem e com que intenção. O que não pode é passar impune esta difamação à honra e bom-nome das pessoas visadas”, garante António Rocha.

O actual vereador da C. M. Belmonte também não compreende como a autarquia aceitou subsidiar com o dinheiro dos contribuintes um livro com estas graves acusações. “Ainda que livro contenha um lindo capítulo descrevendo o casamento da filha de Amândio Melo”, actual presidente da edilidade.


in Kaminhos

18 comentários:

Anónimo disse...

Mais um triste exemplo das intituições mais podres que conheço: a politica "rural" e a igreja.
E das duas uma, ou a Câmara utilizou dinheiro público para co-financiar um livro que nem sequer leu, ou então o executivo sabia das agressões e aproveitou para ganhar votos. É que vindo de um padre...
Já agora poupem-me á referência ao capitulo do casamento da filha do Sr. Presidente, é extremamente tendêncioso!!
Quase que apostava que nem sequer a Sra. Tatiana Melo queria,nem gosta deste tipo de comentários sobre a sua vida privada, expostos num livro.

Mr Magoo disse...

A Tatiana pode não gostar mas a mãe e o pai gostam de ver retratado o casamento da sua filha dessa maneira.
Se não como é que o padre tinha fotos do casamento.
Porquê a Camara pagar o livro ?
Vejam a pessoa que está á frente do nosso concelho

Anónimo disse...

K tristeza meus Deus do céu.O k se passa aki não se passa em mais lado nenhum.Saudações Belmontinas

Anónimo disse...

O 1º anónimo e o mr magoo parecem as ratas da sacristia e duas velhotas ao soalheiro a cortar na casaca.

Mr Magoo disse...

Não parecemos ratas, podemos é gostar delas.
Tu pareces não te importar com o dinheiro do concelho.
Mas vê bem,se esse dinheiro que foi gasto no livro se tivesse sido para promover o desporto e lazer o nosso comendador não o tinha dado, mas como era para promover a sua imagem e a da sua familia ai ele acha que é bem gasto.
Tem vergonha nem pareces um Belmontense pareces ser o genro do Amandio. LOL

Anónimo disse...

oh mr magoo és mais cego que o da banda desenhada!!!!! adoro ver aqueles que se apelam de belmontenses só pelo facto de aqui mandar papaias. O Presidente apoiou o livro do padre como apoiou outros tantos do Concelho. Não está mal apoiá-lo, tá mal é não criar condições para massificar o desporto no Concelho. Mas,creio, que és uma rata cega!...
Ah,Ah,Ah,lol,lol,lol...Não te chateis.... falei nas ratas porque as da sacristia tão relacionadas com livro de padre....

1º Anónimo disse...

Olhe lá, ó campeão(leia-se anónimo)... se eu quisesse publicar um livro com fotografias de ratas a sério também concordava com o apoio do municipio com dinheiro público? Será que não acharia por bem que a Câmara deveria primeiro saber o conteúdo antes de me apoiar? Ou o senhor é cego e ignorante ao ponto de não saber que a Câmara não apoia todas as iniciativas literarias, artisticas,desportivas, e culturais do nosso Concelho.
Mas, já agora, também gostava de saber o que pensa o senhor deste caso !! Eu apresentei duas alternativas que me pareceram as unicas duas possiveis, mas se o senhor pode apresentar outro cenário, força...

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Pedro Álvares Cabral disse...

O comentário foi apagado pois entendo que existem formas mais correctas de se expressar uma opinião sem necessidade de recorrer a expressões menos apropriadas. Aproveito também para avisar os autores dos comentários acima que entraram em divergências para se acalmarem, recordando que este é um blog público e como tal existem certos princípios que se devem ter em conta.

Anónimo disse...

Peço desculpa,entendo que esta redacção não ofende ninguém,aliás tem um humor subtil,por isso tomo a liberdade de a repor. As metáforas aqui utilizadas, e nos comentários anteriores, não são ofensivas, pelo menos não me sinto ofendido.

As rãs:

Eu gosto muito de rãs. As rãs arrotam a noite toda. As rãs
são mais pequenas que as vacas e mais grandes que um pintelho. As rãs
não têm pintelhos. As rãs põem ovos pela paxaxa que depois dão rãzinhas pequenas. Se
as rãs tivessem pintelhos na paxaxa ranhavam os ovinhos que são
muito pequenininhos e as rãzinhas que estão lá dentro iam morrer
porque entrava água pelas arranhadelas e elas morriam afogadas e
porque quando são pequenas não têm patas e não sabem nadar.
Eu também ainda não tenho pintelhos mas já sei nadar. Também
ainda não tenho paxaxa mas um dia vou ter muitas. As rãs são as
mulheres dos sapos. Os sapos não têm unhas por isso não podem coçar
os tomates. É por isso que eles andam com as pernas abertas a arrastar os
Tomates que é para os coçar. E quando se picam nos tomates os sapos dão
saltos. As rãs também dão muitos saltos, por isso têm a paxaxa sempre
aos saltos. Eu gosto muito de rãs. E gosto muito de sapos.

Anónimo disse...

oh amigo atém tem piada mas há mais sitios onde expor estas suas metáforas...mas enfim

Anónimo disse...

Este blog tem sido utilizado para os fins mais diversos e descabidos, insultuosos e ofensivos; não dignifica o nome que lhe atribuiram;Há muita gente (eu)que não se revê nestas "gentes de Belmonte". (já sei, vão dizer que os que não se revêm estão no poder ou a favor!!!!).Pelo menos a minha redacção não ofende, tem piada,parece ser da autoria de uma criança inocente(os adultos são tão complicados!!!!).Uma vez que o blog é público, a liberdade de expressão é um direito adquirido.(será que o administrador é do PS ou do aparelho do governo?).Senhor administrador agradeça-me por eu lhe animar o "seu" blog.Estes blogs esgotam-se no tempo, daí o Senhor introduzir posts sem imaginação e criatividade, que não motivam comentários.Como diz o último "anónimo", "há mais sitios onde expor" estes posts.

Pedro Álvares Cabral disse...

Caro amigo se quiser discutir esse assunto comigo existem canais mais apropriados para o fazer, têm o meu e-mail à disposição. Se pretende colaborar para que existam posts com "mais imaginação e criatividade", já referi por várias vezes que estou receptivo e que o blog é de todos os que queiram participar desde que o façam com responsabilidade. Por último gostaria de realçar o seguinte, mal daqueles que apenas colocam posts nos blogs com o objectivo de obter muitos comentários! Prefiro ter um comentário com sabedoria que mil infelizes. Se o Sr. não se revê no blog tenho muita pena, pois ao contrário de si, tenho recebido vários e-mails com pessoas que quiseram contribuir para que este melhorasse. A exemplo disso está o chat que me foi enviado e o Quiz, expressando desde já os meus agradecimentos públicos.

A sua opinião vale o que vale. Não se pode satisfazer toda a gente.

No entanto, estou disposto a comunicar consigo por e-mail para esclarecer os seus pontos de vista.

Cumprimentos,

P.A.Cabral
(p.alvares.cabral@hotmail.com)

Anónimo disse...

Por vezes apetece-me vomitar...
É que quando vejo gente culta (supostamente)a querer brincar ás criancinhas tentando desviar a atenção das pessoas com "redacções" tão ridiculas deixa-me enjoado.
Ainda não percebeu que as pessoas não comentam simplesmente porque não querem?!
Por desconhecimento do conteudo do livro ...os que leram garanto-lhe que nem se pronunciam,pois a leitura não é agradavel,não contribui em nada para o nosso enriquecimento pessoal,deixa-nos com uma sensação estranha.
Agora o humor subtil da sua redacção...quem é que o enganou?!
Uma pessoa cair no ridiculo de querer passar por criança,pois parece ser da autoria de uma criança inocente,palavras suas para dar mais ênfase á questão.
O facto de as pessoas não comentarem o post não significa nada caro anonimo.
Sabe o tema é que é demasiado "melindroso"permita-me a expressão ,para se comentar...
Agora a sua REDACÇÃO é de uma pobreza que até insulta qualquer criança da primária.
Existem certos principios que se devem ter em conta,seria bom que tivesse isso em mente quando tentar brincar ás criancinhas ,elas são genuinas,muito dificeis de imitar...

Anónimo disse...

concordo inteiramente com o último anónimo! realmente nota-se uma falta de pricipios em certas pessoas (inflizmente...)

Anónimo disse...

Não concordo inteiramente com o último anónimo,com o penúltimo e com o antepenúltimo.Concordo com o anónimo imediatamente antes do antepenúltimo.(vide o último,penúltimo, antepenúltimo e imediatamente antes do antepenúltimo).Concordo com o anónimo imediatamente antes do antepenúltimo,claro,tenho que ser coerente comigo.
"Existem certos principios que se devem ter em conta",quais? éticos?morais? Falta de rigor e objectividade! A sua hipérbole irónica reflete um erro de interpretação do sentido do texto que escrevi, creio que sem maldade e má fé, com principios.Isto dos blogs é giro,sob a capa do anonimato o grau de desinibição aumenta,é possivel assumir distintas identidades, criar fantasias. Os blogs são um meio de despertar e estimular o voyeurismo que há em nós.Sob a capa do anonimato permitem-se toda a espécie de comentários, a resvalar,ás vezes,para o pior que esse anonimato tem:O insulto e a calúnia. Não é o caso dos comentários a este post.... permitam-me realçar uma frase da autoria do 1º anónimo, á qual acho um piadão:
"...se eu quisesse publicar um livro com fotografias de ratas a sério também concordava com o apoio do municipio com dinheiro público?"
A propósito, a autoria da redação sobre as rãs é atribuida a uma criança. Lembram-se da redação sobre o leite?

Anónimo disse...

Aconselho a que se consulte o blogue do sabugal.

http://capeiaarraiana.wordpress.com


é exemplar

o selvagem disse...

isto ja parece a historia da carolina salgado-............